terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Myself


Virada de 2008 para 2009.
Passei com pessoas as quais depositei expectativas e planos.

Esse ano de 2009 conheci os 2 extremos.
Coisas ótimas me aconteceram, e em contrapartida, coisas péssimas também!

Conheci a decepção e concluí que das muitas vezes que julguei estar decepcionada, na verdade não estava.
Chateada talvez, decepcionada não.

Hoje sei que não posso confiar nas pessoas e que amigos são pouquíssimos...muito menos do que eu imaginava.
Perdi alguns dos principais, que eu considerava irmão.
O sofrimento é maior pela decepção do que pela perda em si.

Hoje sei que não se pode confiar no sexo oposto e tenho a certeza de que para eu me envolver novamente com alguém, essa pessoa terá que provar, e provar, e provar, e provar que ela merece confiança.
Não darei JAMAIS o benefício da dúvida.
Agora é assim: na dúvida, não confie.

Engraçado como eu não me conhecia.
Sempre pensei que sim, mas concluo agora que não.
Se antes tinha medo de gostar de alguém, hoje tenho pavor.
Se estou com alguém e me sinto envolvida, distancio.
Se em 2009 minha dificuldade em demonstrar sentimentos era grande, o que esperar agora em 2010?
O mesmo clichê do "fale mais te amo", "abrace mais", "você já disse que ama alguém hoje?" e frases prontas?

Em 2010 estou no venha a mim.
Estou a espera de alguém que me salve, que estenda o braço e me pegue no meio desse turbilhão de sentimentos destrutivos.
Alguém que me deite no colo e me prometa segurança.
Alguém que realmente se importe comigo.
E se esse alguém me desapontar, tudo bem, estou de armadura.

Não farei questão de conquistar novos amigos e nem terei esperança de ter alguém que seja realmente fiel e companheiro.

Em 2010 o que vier de bom, vai ser lucro, pois não estarei atrás de nada.

É bom, assim além de sofrer menos, irei me estressar menos.
Vai ser sempre na base do: "Ah, eu já esperava!".
E abstrai, afinal, nem me afetou.
Eu cuido de mim e pronto.

Procuro não esperar dos outros a mesma coisa que eu faria em determinadas situações.
Isso é expectativa, e expectativa gera decepções.

Sou hoje em dia uma pessoa sem expectativas nas pessoas.
Minhas expectativas e meus planos envolvem apenas a mim e mais ninguém.
Afinal, a única pessoa que nunca irá me decepcionar, sou eu mesma.

4 comentários:

Barbara Semerene disse...

Quem sou eu para julgar o que você está sentindo agora! Mas, ao ler o seu texto, tão amargo, me senti compelida a dizer certas coisas, com base no que eu já aprendi. Peça para o Papai Noel te trazer bom-humor no ano novo. Não vale a pena viver esperando decepções. Não julgue a humanidade por algumas pessoas do mal que passaram pela sua vida. Só você sairá perdendo! Armaduras não te protegerão, te aprisionarão.
Feliz 2010!

Driks disse...

Minha redatora perfeita, voce escreve tao bem!
Orgulho de te seguir...um dia chego la!
Aprendi isso tambem que esperar as coisas dos outros so tras decepcoes.
É melhor deixar as coisas acontecerem, para nao ter sofrimento.
Sofro com isso...

bjk

Sil disse...

Estou contigo nesta...

Aconteceu o mesmo comigo... e estou com a mesma opinião...

=\

Feliz 2010 pra gente!!

Bjos

Driks disse...

Olá
Quero agradecer pelo carinho neste ano de 2009, e desejar boas festas.
Que o ano de 2010 seja repleto de alegria, paz, amor,dinheiro,saude e muito amor nos nossos corações.
Tudo de bom e de melhor para voce!

Um grande beijo e um abraço apertado!

Eu Adoro Desabafar